Quais as etapas para o exercício quaresmal durante a Campanha da Fraternidade Ecumênica?

A Campanha da Fraternidade é um dos modos de se viver a espiritualidade quaresmal, período rico e propício para um forte exercício de conversão pessoal e social. Para o ano de 2021, inspirada pelas Sagradas Escrituras, ela convida as comunidades de fé a realizarem o caminho de Emaús, que será caracterizado de acordo com o Texto Base pelas seguintes paradas: ver, julgar, agir e celebrar.


Na primeira parada, somos convidados a ver, analisar e conversar sobre os acontecimentos mais recentes que marcam a realidade brasileira, observando se as alternativas e saídas que identificamos são opções coerentes com a Boa-Nova do Evangelho. Trata-se de uma etapa primordial para verificar se as nossas atitudes e gestos concretos são coniventes com o Reino de Deus anunciado por Jesus de Nazaré.


Na segunda parada, somos chamados a lançar luzes sobre o contexto social vivido por todos nós a partir de inspirações bíblicas que nos fortalecem em nosso discernimento profético. A chave de leitura central para a reflexão da Campanha da Fraternidade Ecumênica é a carta de São Paulo aos Efésios. O apóstolo nos alerta a praticar a solidariedade mútua e compreender que estamos integrados no edifício cuja pedra fundamental é Cristo. Diante disso, não podemos nos tornar omissos e indiferentes aos acontecimentos ecumênicos que nos interligam e nos tornam ainda mais irmãos e irmãs na fé cristocêntrica.


Já na terceira parada, somos convidados a organizar boas práticas do diálogo ecumênico, dedicando-nos à Semana de Oração pela Unidade Cristã, ao desenvolvimento da convivência inter-religiosa, realização de missões ecumênicas e projetos que visem à superação da violência e do cuidado com a Casa Comum.


Por fim, a quarta e última parada nos chama a celebrar com momentos capazes de afirmar que a diversidade presente na Criação não é negativa, mas é a revelação da imensa e irrestrita amorosidade de Deus para com a humanidade.


Oremos todos juntos a fim de que esta Campanha da Fraternidade Ecumênica nos ajude a testemunhar a beleza do diálogo como compromisso de amor, criando pontes que unem em vez de muros que separam e geram indiferença, ódio, preconceito e intolerância. Façamos a nossa parte!

Posts Em Destaque
Posts Recentes