Paróquia Nossa Senhora da Candelária

Indaiatuba SP.

Resumo histórico

A história da Igreja Nossa Senhora da Candelária se mistura em fatos e datas à de cidade de Indaiatuba, isto nos leva a entender que a origem da cidade está intimamente ligada a lendas e fatos que deram origem a construção de uma capela dedicada a Nossa Senhora.

A lenda se situa nos fins do século XVIII, diz a mesma que um morador chamado José da Costa procurava por uma vaca perdida e acabou encontrando uma imagem de Nossa Senhora em um riacho e a partir desse acontecimento, teria decidido erguer ali uma capela dedicada à Santa. 

O histórico documentado e comprovado por registros indicam que em 1813 o tenente Pedro Gonçalves Meira solicitou a instalação de uma capela chamada Nossa Senhora da Conceição dos Cocaes, para cujo sustento ele doava algumas de suas propriedades. Após a morte de Meira, seu irmão e herdeiro, Joaquim Gonçalves Bicudo, passou a dedicar a capela a Nossa Senhora da Candelária.

A Matriz da Candelária é uma das poucas igrejas sobreviventes no interior do Estado de São Paulo construídas em taipa-pilão. Este era o sistema construtivo dominante no planalto paulista até fins do século XIX e consistia em socar camadas de terra úmida entre formas de madeira (os taipas).

A Matriz tem dimensões modestas , sua fachada principal mede 17,72 metros e a fachada lateral mede 45,20 metros. A nave principal tem 9,84 metros de largura e 23,30 metros de comprimento. A Capela do Santíssimo possui 6,53 metros de largura e 13,20 metros de comprimento.

As paredes longitudinais são duplas, sendo as paredes internas, que formam a nave principal, separadas das paredes externas por galerias de 1,87 metros de largura. As duas paredes tem espessuras de 1,05 metros. Essa galeria é interrompida a intervalos por paredes transversais de taipa-pilão, cortadas apenas pelas portas das galerias do andar superior.

Fatos relevantes da paróquia
  • Construção da Matriz: pouco se sabe com precisão sobre o inicio da construção, mas é certeza que em 1839, a Matriz já possuía as paredes de taipa.

  • O primeiro Pároco foi o Padre Pedro Dias Paes Leme.

  • Início da construção da Casa Paroquial: durante o mandato como Pároco do Padre Francisco Eduardo Paes Moreira, entre 1911 e julho de 1920.

  • O término da construção se deu no mandato do Padre Lázaro Sampaio.

  • A Escola Técnica de Comércio Nossa Senhora da Candelária – atual Colégio da Candelária – foi fundada durante o mandato como Pároco do Padre Carlos Afonso Menegazzi que foi Pároco entre 21/10/56 e 06/01/60.

  • O Salão Comunitário da Candelária, foi construído durante o primeiro mandato como Pároco do padre Álvaro Augusto Ambiel, entre 12/04/70 e 10/09/78.

  • O Salão de Festa foi reformado em 17/10/2012 na atual gestão do Padre Marcelo Donizetti Previatelli.

  • A construção do Espaço Pastoral São João Paulo II ocorreu em 19/09/2006           também na gestão do Padre Marcelo.

Estas galerias, por sua vez, apresentam portas-janelas com grades de ferro em balcões e são unidas pelo coro que apresenta grades de ferro antigas e é sustentado por duas colunas de Cabreúva maciça que delimitam o paravento. As tábuas do assoalho da galeria superior são bastante largas e antigas.

Todas as portas originais, internas e externas, possuem a verga em arco batido. A enorme porta principal e uma porta em cada lateral são providas de gonzos ( articulações em que um pino solidário à folha da porta penetra em copos vazados presos às ombreiras.

O telhado prolongava-se em beiral largo até as primeiras décadas do século XX, quando foi cortado , sendo as paredes externas prolongadas em platibandas.

Nada se sabe com precisão sobre o inicio da sua construção, mas é com certeza que em 1839 já apresentava as paredes de taipa-pilão.

Diversas alterações importantes aconteceram na Matriz em seus quase 200 anos de existência. Nada restou dos seus três retábulos artísticos, altares antigos, arco-cruzeiro, assoalho de tábuas nem do seu forro pintado.

Pelo muito que conservou das suas características originais, a Matriz da Candelária de Indaiatuba, é tombada pelo Patrimônio Histórico de Indaiatuba e representa importante patrimônio da Arquidiocese de Campinas e do povo de Indaiatuba.

Fonte: Revista A Tribuna – Órgão Oficial da Arquidiocese de Campinas - Celso Lago Paiva)

Imagens: Arquivo Público Municipal Fundação Pró-Memória de Indaiatuba

Esboço do projeto
Construção original
Fachada atual
Interior da matriz
Mostrar Mais
Pároco atual
Párocos anteriores
  1. Padre Pedro Dias Paes Leme: 1831 à 09/02/1841

  2. Padre Antonio Cassemiro da Costa Roriz: 05/09/1841 à 1884

  3. Substituto: Padre Bento Dias Pacheco: 1884

  4. Padre Luiz Del Giudico: 21/12/1884 à 1890

  5. Padre Elizário Martins Pedroso: 13/08/1890

  6. Padre Alexandre Pucciano: 12/1890 à 02/1892

  7. Padre João Ezequiel Teixeira Pinto: 1892

  8. Padre Frediano Dini: 1893

  9. Padre Bonifácio Alexandre: 23/10/1893 à 1895

  10. Padre João Batista Monteiro: 12/06/1905 à 1897

  11. Padre Gerônimo Migliano: 07/12/1897 à 1901

  12. Padre Fernando Tognosi (primeiro mandato): 01/1902 à 1903

  13. Padre Canuto de Araujo Amarante: 02/12/03 à 1906

  14. Padre Fernando Tognosi (segundo mandato): 01/1906 à 07/1906

  15. Padre Nicolau Amstalden: 07/1906 a 08/1906

  16. Padre Miguel Guilherme: 24/08/06 à 1909

  17. Padre Teófilo Antonio de Souza: 05/1911 à 07/1911

  18. Padre Agostinho Martel: 07/1910 à 1911

  19. Cônego Oscar Sampaio: 02/1911 à 07/1911

  20. Padre Francisco Eduardo Paes Moreira: 1911 à 07/1920

  21. Padre Alberto Motz: 07/1920 à 1923

  22. Padre Lázaro Sampaio: 10/05/23 à 1925

  23. Padre Félix das Dores Ortega: 25/09/25 à 1930

  24. Padre Luiz Soriano: 1931 à 1936P

  25. Padre Vicente Rizzo: 07/02/37 à 05/45

  26. Padre Antonio Janoni: 04/45 à 10/56

  27. Padre Carlos Menegazzi: 10/56 à 06/01/60

  28. Padre Claret R. Toledo Pizza: 11/60 à 10/66

  29. Padre Francisco de Paula Vasconcellos: 10/10/66 à 02/67

  30. Padre Hermínio Bermascomi: 02/67 à 10/02/70

  31. Padre Álvaro Augusto Ambiel ( primeiro mandato ): 12/04/70 à 10/09/78

  32. Padre Antonio Pontes de Moraes: 10/09/78 à 30/11/79

  33. Padre Álvaro Augusto Ambiel ( segundo mandato ): 01/12/79 à 15/02/81

  34. Padre Luiz Antonio Guedes: 15/02/81 à 23/09/84

  35. Padre Geraldo Jacobucci ( Vigário Auxilar ): 13/01/86 à 31/10/88

  36. Padre João Aparecido Passadore ( Vigário Auxiliar ): 31/12/88 à 04/03/89

  37. Padre Rogério Andrade Santeri (Vigário Paroquial): 12/97 à 02/99

  38. Padre João Augusto Piazza: 23/09/84 à 30/10/99

  39. Diácono João Paulo da Silva: 02/2000 à 06/2000

  40. Padre Jeronymo Antonio Furlan: 31/10/99 - 09/02/2004

Padre Marcelo Donizetti Previatelli: Pároco Atual

Nossa Senhora da Candelária Indaiatuba

Telefone: 19 3875-2108

ns-candelaria@uol.com.br

Rua Padre Vicente Rizzo, 694 - Centro

Indaiatuba, SP, Brasil CEP: 13000-000

Fale Conosco